sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Por desenho ou por desejo

João estava com o seu céu cinza.
E depois o mato tomou conta de tudo e transformou tudo em um grande caos, e os mosquitos lhe incomodavam a noite, e o calor úmido insuportável era o que ditava o dia.
Desceu as escadas e viu se tinha algo novo, nada, só o mesmo moleque de mochila que passava na sua rua sempre no mesmo horário. Que pena, esse moleque era intocável.
De repente pensou em dormir um pouco e acordar com um café frio, um cigarro que lhe bela dor de cabeça depois, alguém por favor administre a vida de João.
Foi para o bar imitar um amigo, pois não tão animado pra tanto, não conseguiu ficar lá, comprou bebida e saiu.
Foi para o centro da cidade, onde uma livraria lhe atraiu, leu até lhe dar mais dor de cabeça, olho em volta e as pessoas lhe viam a face cansada, ele ficou com vergonha.
Chegou em casa, comeu algo muito gorduroso, que lhe deu a preguiça necessária para poder dormir, alguma coisa que acho que era quase boa para ele.

Um comentário:

  1. auhuhahua
    ainda tá levando a vida a sério.
    tô gostando de ver.

    ResponderExcluir